História da indumentária e história da moda: você sabe a diferença?

Ao se estudar a história da moda mundial percebemos que um período especifico de tempo é chamado de história da moda. Essa distinção acontece porque até certo período, a moda não existia, é claro que as roupas já existiam, mas a dinâmica da moda sazonal, efêmera,  tal como conhecemos hoje é um fenômeno que teve seu início lá na Baixa Idade Média.

O Casal Arnolfini Jan van Eyck história da moda gótico europa baixa idade média roupa indumentariaO Casal Arnolfini de Jan van Eyck de 1434

Então, quando falamos sobre “história da indumentária”, estamos falando do período que se estende da Pré-História até a segunda metade do século XIV. E utilizamos a nomenclatura “história da moda” para falar sobre a trajetória da moda a partir da metade final do século XIV  até os dias atuais.

Já no final da Baixa Idade Média, princípio do renascimento, foi que surgiu, na corte de Borgonha (atual parte da França), o conceito de moda, uma vez que os burgueses de época (enriquecidos com o comércio) copiavam as roupas dos nobres locais e estes, por sua vez, se incomodavam com isso. Começaram, então, a variar suas roupas com o objetivo de se diferenciarem daqueles que os imitavam. (…) Daí, dessa continuidade criação-cópia-criação, apareceu o aspecto de sazonalidade e, por conseguinte, o conceito de moda, dando-lhe a característica de efemeridade”
João Braga – Reflexões Sobre a Moda vol. I

Foi neste mesmo momento que as roupas se tornaram um diferenciados social, pois os nobres estavam sempre buscando um novo estilo para se diferenciar dos burgueses que os copiava, e também um diferenciador de sexo, pois as roupas masculinas encurtaram e os modelos femininos permaneceram longos.

Saiba mais sobre a História da Moda